Quinta, 26 de novembro de 2020
63 9-99741776
Política

10/11/2020 ás 09h05

24

A Melhor Cobertura em Notícia

Taguatinga / TO

Prof. Júnior Geo diz que vai adotar o conceito de "cidade inteligente" para melhorar o transporte coletivo
Transporte coletivo
Prof. Júnior Geo diz que vai adotar o conceito de
Foto:Divulgação

Continuando as entrevistas com os candidatos a prefeitura de Palmas, nesta segunda-feira, 09, quem respondeu as perguntas do O Coletivo com relação a melhorias no transporte público, saúde, educação, infraestrutura e esporte foi  o candidato a prefeito de Palmas, o deputado estadual Professor Júnior Geo.

Confira a reportagem na íntegra abaixo:

O Coletivo – O transporte coletivo da capital sempre foi motivo de insatisfação por parte dos usuários devido à falta de ônibus, de linhas, de atraso e de superlotação. O que o senhor tem de proposta para a melhoria deste setor?

Júnior Geo: É necessário se adotar o conceito de cidade inteligente para controlar, através de rastreamento, o horário do transporte coletivo e frequência, quantidade de ônibus que estão fazendo o serviço para evitar a superlotação e também adaptados a pessoas com deficiência física.

O Coletivo - Em abril de 2022 vence o contrato de concessão com as empresas que prestam o serviço do transporte coletivo. Para o senhor existe monopólio? O senhor pretende realizar licitação?

Júnior Geo: Precisamos sim promover a licitação para que, de forma justa, novas empresas possam desenvolver o trabalho ou quem sabe até a anterior, para atender melhor à população com maior eficiência e conforto no município. É necessário que essa licitação exija uma qualidade mínima da frota, permitindo climatização, quantidade e acessibilidade.

O Coletivo - O ex-prefeito Carlos Amastha estava com os recursos na conta para implantar o BRT, mas devido a várias irregularidades os recursos foram bloqueados e a obra não saiu. A pergunta é: O Senhor pretende implantar algum projeto que venha modernizar e melhorar o transporte público?

Júnior Geo: Primeiro, é necessário garantir uma frota de qualidade e acessível para a população, sem interferência de interesses políticos. Proponho em meu Plano de Governo algumas ações que podem contribuir para o controle da licitação que é o “Compliance”, um sistema feito para promover a organização, o controle e a transparência dos gastos públicos, ajudando diversos setores a funcionarem melhor. Outra questão, é o conceito de cidade inteligente que contribuirá para ter acesso ao rastreamento, o horário do transporte coletivo, frequência e quantidade de ônibus, por meio de um Plano de Mobilidade Urbana.

O Coletivo - Hoje, na sua visão o que precisa ser melhorado em Palmas, além do transporte coletivo?

Júnior Geo: Palmas precisa e pode ter uma saúde acessível com parcerias que garantirão a construção de um Hospital Municipal, projetos que valorizem a economia e o turismo, que permitam o desenvolvimento da nossa cidade. São muitos os projetos que tenho para a segurança, como o videomonitoramento, para a educação como a atenção aos CMEIs e valorização dos professores, para turismo e geração de emprego, como a transformação da Feira da 304 sul em Mercado Municipal e também como a construção de um Parque Tecnológico, para melhorar a qualidade de vida, projetos envolvendo arborização, dentre inúmeros projetos possíveis para potencializar o que temos de melhor e suprir as necessidades locais.

O Coletivo - Como o senhor pretende melhorar o setor de saúde, que atualmente conta com duas UPAs e postos de saúde que não atende casos de altas e médias complexidades?

Júnior Geo: Um dos meus projetos em meu Plano de Governo é a construção de um Hospital Municipal localizado na Região Sul que consiga atender às necessidades do palmense e desafogar o Hospital Geral de Palmas que se encontra na Região Central da Cidade. Além disso, integrar de forma mais efetiva os sistemas de saúde da capital com um prontuário único e universal do paciente, contendo histórico médico e de procedimentos; aparelhar e modernizar a estrutura das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs); disponibilizar plataforma digital para agendamento de consultas presenciais, e renovação de receitas de uso contínuo; analisar capacidade e necessidade de profissionais nas áreas da saúde para realização de concurso público específico.

O Coletivo – Sabemos que o município gasta muito com locação de imóveis, como por exemplo, o prédio da própria prefeitura e do Resolve Palmas na avenida JK, são mais de R$ 200 mil por mês. Não seria viável construir sede própria?

Júnior Geo: Tenho como um de meus projetos, realizar levantamento do valor gasto com aluguéis para sede dos órgãos municipais e seus anexos, além da sede administrativa para posterior avaliação de redução de custos com realocações físicas ou outras soluções de melhoria logística e redução de custeio. Tudo precisa ser feito com base em estudos para promover uma redução de custos efetiva em todo o município.

O Coletivo - A gestão passada, de 2012 a março de 2018, aumentou demais o IPTU e as demais taxas, dificultando a vida dos pequenos empresários e dos donos de imóveis, tornando Palmas em uma das capitais mais cara do Brasil para se viver. O que o senhor irá fazer para mudar essa realidade?

Júnior Geo: Eu fui um dos vereadores e deputados que mais lutou contra a cobrança de taxas abusivas, votei contra os aumentos de IPTU e outros tributos que considerei aumentos abusivos para a população. Manterei uma posição coerente com tudo que vivi, sei que precisamos de uma revisão e utilizar esse valor de forma devolutiva para a sociedade, com ações e construções que contribua para a melhoria da vida do palmense.

O Coletivo - O que o senhor pretende fazer para melhorar a educação, habitação e infraestrutura?

Educação

Júnior Geo: Sou Professor conheço a realidade da Educação, pretendo valorizar o professor e servidores da educação, garantir que os cargos de direção da educação sejam ocupados por competência técnica. Vou investir maciçamente na educação, construindo CMEI’s de acordo com as demandas de sua região, analisar estrutura física das escolas e creches municipais para promoção de reparos, adequações e melhorias, visando a eficiência nos atendimentos aos alunos e no gasto com manutenção, inclusive instalação de energia solar nos CMEI’s. Sobretudo, vou valorizar o profissional que cuida de nossas crianças. Educação não é gasto, é investimento.

Habitação

Júnior Geo: Vamos concluir a construção de conjuntos habitacionais paralisados ou em andamento e após avaliar o déficit habitacional da capital para elaboração de novos projetos, com atenção especial à população de risco, em situação vulnerável, principalmente a mulher, idoso, crianças e adolescentes. Vamos também adotar o sistema de “Compliance”, um sistema da administração pública que permite a organização dos cadastros, transparência e melhor controle dos gastos públicos diante das ações desenvolvidas para expandir os projetos no município.

Infraestrutura

Júnior Geo: Eu pretendo criar todas as condições técnicas para o trabalho da Guarda Metropolitana investindo em um sistema de vídeomonitoramento em pontos estratégicos da cidade, de grande circulação de pessoas e para proteção do patrimônio público, Implantar projetos de iluminação pública, eficiente e sustentável, aliada a produção de energias renováveis, iluminação adaptada a arborização e espaço a ser iluminado, sistema eficiente de reposição de lâmpadas. Eu vou investir em uma Cidade com trânsito integrado, Promover a mais completa ação de sinalização das vias e quadras revitalizando e refazendo placas de identificação de quadras e ruas (Se possível com os dois endereços: 106 SUL-ARSE 12), faixas de pedestres e implantar semáforos de travessia de pedestres em frente de todas as escolas da capital, instalar, bem como Implantar plano de manutenção e recuperação asfáltica e Elaborar projeto para construção e implantação de ciclovias permanentes em avenidas estratégicas, com foco no lazer e circulação de trabalhadores, sem comprometimento das avenidas da capital.

O Coletivo – Quais são seus projetos para o esporte local. O senhor não acha que já passou da hora de construir um Estádio Municipal para incentivar o futebol amador?

Júnior Geo: Vamos juntos elaborar um projeto de revitalização do Estádio Nilton Santos para a prática de diversas modalidades esportivas, incluindo o espaço do Centro de Convenção Arnaud Rodrigues para o mesmo fim e ainda avaliar a utilização das salas para escritório das federações que se encontrarem com as obrigações fiscais e jurídicas habilitadas.

Vamos incentivar o retorno da capital ao circuito do tradicional Rally dos Sertões e a realização de outras competições tradicionais como o Triatlo do SESC, Projeto Carrossel do SESC, Circuito Banco do Brasil de Vôlei.

Buscaremos elaborar projeto de criação de um espaço de treinamento permanente para ciclistas, em parceria com a INFRAERO, na avenida de acesso ao aeroporto de Palmas.

O Coletivo - Também na administração passada, o ex-prefeito implantou dois projetos que não deu certo por causa de irregularidades e que gerou muita polêmica que é o Shopping a Céu Aberto na Avenida Tocantins em Taquaralto e o estacionamento rotativo. O que senhor pretende sobre essas duas questões?

Júnior Geo: Faremos um estudo para reestruturação das maiores avenidas comerciais da capital, principalmente avenidas JK e Tocantins (Taquaralto), com ênfase na melhoria de estacionamentos, decoração urbana permanente e comemorativas, padronização/readequação de fachadas e calçamentos. Mas tudo será feito de modo que a população seja ouvida, com base em estudos, para que não cause incômodos ao invés de soluções na rotina do palmense.

O Coletivo - Em Palmas, praticamente a economia gira em torno do funcionalismo público, o que poderia ser feito para reverter essa questão?

Júnior Geo: Em meu Plano de Governo, tenho diversos projetos para a economia do município, dentre eles:

? Estimular a economia criativa, fomentando através do Banco do Povo as ações inovadoras dos pequenos empreendedores.

? Criação de um polo têxtil, com busca de parcerias com o Sistema S, para capacitação de costureiras e aquisição de máquinas, para confecção das roupas a serem utilizadas pelas escolas na festa junina e demais eventos artísticos na capital, permitindo a confecção de outros produtos, em outras datas, para venda e distribuição para lojas.

? Fomentar a Ação do Banco do Povo tornando sua atuação mais efetiva, realizando um levantamento de sua demanda e passivo financeiro, modernizando seus sistemas operacionais, investindo de forma concreta na concessão de linhas de crédito para micro e pequenos empreendedores, autônomos informais como artesãos e feirantes.

? Fomentar a realização de feiras municipais, observando as potencialidades do agronegócio da capital e redondezas, com foco em inovações tecnológicas, boas práticas agrárias e comercialização de produtos e implementos oriundos ou utilizados do agronegócio.

? Incentivar a criação de feiras voltadas a produção da agricultura familiar, cooperativas e pequenos produtores e revitalizar as feiras já existentes.

O Coletivo – Para gerar empregos é preciso que traga indústrias para a cidade. Quais são seus planos atrair os investidores?

Júnior Geo: Precisamos fomentar a nossa economia, valorizar o comércio e para isso queremos fazer muitos projetos. Observando os conceitos de cidade inteligente, é necessário elaborarmos um profundo estudo com planos de expansão do comércio e instalação de indústrias. Pretendo explorar a potencialidade logística da capital e buscar promover incentivos para empresas que queiram implantar unidades em Palmas, além de criar um porto seco para maior exploração dos mercados locais, fazendo de Palmas uma referência para a região norte do país.

O Coletivo – Dá para imaginar como vai ficar o município Pós Pandemia?

Júnior Geo: As ações serão respaldadas em estudos com planejamentos. É preciso testar, rastrear e isolar cada caso. Aprendemos muito com o que vivemos nos últimos tempos e não podemos tomar ações por impulso, sem justificativas ou planejamentos, o que prejudica toda a sociedade. Tudo será feito com transparência e o diálogo estará aberto com os comerciantes. Precisamos fomentar a nossa economia local, valorizar o comércio e para isso, tenho muitos projetos.


 


 


 


 


 


 


 


 


 


Informações O Coletivo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados