Quarta, 23 de setembro de 2020
63 9-99741776
Geral

07/08/2020 ás 15h31

41

A Melhor Cobertura em Notícia

Taguatinga / TO

Cavalo será sacrificado após diagnóstico de mormo em propriedade no norte do TO
Fazenda foi interditada e só será liberada após todos os animais suscetíveis à doença passarem por exame.
Cavalo será sacrificado após diagnóstico de mormo em propriedade no norte do TO
Foto: Lenito Abreu/Divulgação

Um cavalo foi diagnosticado com mormo, doença infectocontagiosa que pode ser transmitida ao homem, numa propriedade rural em Santa Fé do Araguaia, norte do Tocantins. Este é o sexto caso registrado no estado só este ano, segundo a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec). O dono do animal foi notificado. A fazenda será interditada e o cavalo, sacrificado na próxima semana.


Como não existe vacina, a forma mais eficaz de evitar a contaminação dos cavalos é estar com exames em dia, tanto para a comercialização, quanto para a movimentação dos equídeos.


No caso envolvendo o cavalo, em Santa Fé do Araguaia, a identificação foi feita após um veterinário autônomo fazer o exame do animal.


“Como o resultado deu positivo, o laboratório informa ao Ministério da Agricultura que repassa para nós providenciarmos o exame complementar confirmatório western blotting, que é realizado no laboratório oficial (Lanagro), se o resultado for positivo iniciamos as medidas sanitárias de contenção”, explicou o gerente de sanidade animal, Sérgio Liocádio.


A propriedade só será liberada após a realização de dois exames consecutivos com resultados negativos para todos os equídeos existentes no imóvel. Além disso, são coletadas amostras para exames dos animais que ficam nas proximidades, dentre outras medidas sanitárias.


A Adapec disse que dispõe de novo método de eutanásia onde é utilizado o químico com o fármaco T-61, o qual induz à morte de forma rápida, sem dor e com mínimo de estresse.


Por se tratar de uma zoonose, que pode ser transmitida do animal para o homem, a Agência comunicou à Secretaria Estadual da Saúde para tomar as providências em relação as pessoas que tiveram contato com o animal, conforme prevê a legislação.


O Mormo é uma doença infectocontagiosa causada por bactéria que acomete principalmente os equídeos (asininos, equinos e muares). Nos equídeos, os principais sintomas são nódulos nas narinas, corrimento purulento, pneumonia, febre e emagrecimento. Existe ainda a forma latente (assintomática) na qual os animais não apresentam sintomas, mas possuem a enfermidade.


Em caso de suspeita, o produtor deve notificar imediatamente a Adapec em uma das unidades ou pelo Disque Defesa 0800 63 11 22, bem como denunciar trânsito clandestino de animais.


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


                                                                                                        Informações G1/TO


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados