Quarta, 12 de agosto de 2020
63 9-99741776
Polícia

22/07/2020 ás 11h58

25

A Melhor Cobertura em Notícia

Taguatinga / TO

Governo do Tocantins inicia nova fase da Operação Lockdown do Sistema Penitenciário
A 6ª fase da operação terá duração de 30 dias e será finalizada dia 19 de agosto.
Governo do Tocantins inicia nova fase da Operação Lockdown do Sistema Penitenciário
Foto: Cidadania/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), iniciou nessa terça-feira, 21, a 6ª fase da Operação Lockdown, que tem o objetivo de limitar o recebimento de novos presos a algumas unidades prisionais durante a pandemia da Covid-19 e assim evitar a proliferação do novo Coronavírus entre a população carcerária.

A 6ª fase da operação terá duração de 30 dias e será finalizada dia 19 de agosto. “Aumentamos o tempo de cada fase da operação após verificarmos que um prazo maior garantirá uma avaliação melhor das unidades prisionais no que tange estarem aptas a receber novos presos e também verificamos que a seleção das unidades variou pouco ao longo da pandemia da Covid-19”, explica o superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Seciju, Orleanes Souza.

Nesta fase, 16 estabelecimentos penais foram selecionados. As unidades que estão recebendo novos presos são as situadas nos municípos de Araguatins, Araguaína, Babaçulândia, Tocantinópolis, Colméia, Araguacema, Pedro Afonso, Palmas, Lajeado, Paraíso do Tocantins, Miracema, Porto Nacional, Talismã, Gurupi, Dianópolis e Arraias.

O superintendente Orleanes Souza frisa que durante a 5ª fase da operação, realizada no período de 6 a 20 de julho, o Sistema recebeu 162 novos presos. A unidade que mais recebeu ingressos foi a Cadeia Pública de Miracema, com 32 novos presos, seguida pelo Casa de Prisão Provisória de Araguaína e de Dianópolis, com 25 ingressos cada unidade.

Orleanes Souza explica ainda que a limitação de unidades para receber novos presos respeita a regionalização operacional e administrativa, ofertando o ingresso em cadeias ou casas prisionais nas cinco regiões estratégicas, conforme orientações do Plano Estadual de Segurança Pública (Pesse). 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados