Quarta, 12 de agosto de 2020
63 9-99741776
Tecnologia

27/06/2016 ás 18h59

760

A Melhor Cobertura em Notícia

Taguatinga / TO

Segurança Pública equipa Polícia Científica com gás hélio de alta qualidade
Gás hélio científico, 6.0, de altíssima pureza,
Segurança Pública equipa Polícia Científica com gás hélio de alta qualidade
Gilvan Noleto/Governo do Tocantins

O Laboratório de Análises Forense (LAF), da Polícia Científica, recebeu nessa semana um carregamento de gás hélio científico, 6.0, de altíssima pureza, adquirido com recursos do Governo do Estado. O gás hélio é um dos principais insumos utilizados para o funcionamento de equipamentos cromatógrafos, que realizam, com rapidez e precisão, exames que revelam a existência de álcool no sangue, bem como a identificação de drogas diversas.



De acordo com o superintendente da Polícia Científica, Gilvan Noleto, a batalha pela aquisição do gás hélio já dura bastante tempo e desde o início dessa gestão, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) tem feito parcerias com diversas instituições para garantir a realização de exames que necessitam deste tipo de gás. “Quando assumimos a Superintendência da Polícia Científica, sem recursos financeiros para a aquisição do produto, buscamos alternativas, a exemplo de parcerias e cooperação técnica como outras instituições, visando alimentar os Cromatógrafos que examinam álcool no sangue, drogas in natura e sintéticas, ao exemplo de maconha, LSD, cocaína, ecstasy, anfetaminas, dentre outros”, declarou.



Oriundo da Alemanha, os cilindros de gás hélio percorreram um grande e burocrático caminho até chegar ao seu destino final, no LAF do Instituto de Criminalística. “Fazer Polícia Científica não é barato, entretanto são os resultados de investimento na área que materializam a verdade necessária na conclusão de inquérito. Em nossos laboratórios, nós utilizamos também outros tipos de gases como o Hidrogênio, Nitrogênio, Hélio 5.0 e Ar Sintético, que são fundamentais na realização de exames específicos e importantes para a materialidade de provas, inclusas em laudos periciais", concluiu.



Sobre o Gás Hélio



De acordo com o perito Rogério Olavo Maçon, chefe do LAF, o gás hélio comum é uma substância química simples, formada por um átomo de hélio (He), é incolor, inodoro, monoatômico (ou seja, composto por um único átomo), atóxico, de baixa densidade, inerte à combustão e de menor ponto de evaporação entre todos os elementos químicos, exceto o hidrogênio. Na tabela periódica, o gás Hélio é classificado como um gás nobre por apresentar uma alta estabilidade química, não reagindo com nenhum outro elemento em Condições Normais de Temperatura e Pressão (CNTP).



No entanto, o gás hélio científico 6.0 difere dos demais pela pureza extrema, razão pela qual ele protege todos os elementos internos do equipamento e não permite que qualquer outra interferência ocorra durante uma análise, ou seja, faz com que o cromatógrafo detecte apenas os componentes que estiverem sendo analisados, que é o objetivo dos exames periciais.


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados